29 de junho de 2009

Preocupação Geracional


Se a minha mãe fosse uma atitude eu seria uma expressão.
Se o meu pai fosse uma força eu seria um elástico.
Não sou filha por inteiro nem mãe aos bocados.

Geração em decomposição que me rasga nas ideias.
Família infernal que embala as minhas recordações.
Soltarei o cordão umbilical sem dentadas nem arranhadelas,
Apenas chorarei no crescimento da minha insanidade abandonada.

A minha mãe é uma flor cheirosa e Eu sou um cogumelo.
O meu pai é um pássaro celestial e Eu sou um escaravelho.
Não sou avó sapiente nem neta livremente alegre.

Que família posso eu desenvolver?

6 comentários:

13 disse...

"Não sou filha por inteiro nem mãe aos bocados."
WOW mulher!!!
Como se já não te bastasse a qualidade e criatividade das tuas fotografias, ainda escreves disparates destes.
Os meus "parabencíssimos".
Está fantástico =)

alice atras do espelho disse...

Obrigada 13! =) acho que o convivio com a Tweezers faz destas coisas...=P

Tweezers disse...

Uma familia de cogumelos alucinogénicos e de escaravelhos cintilantes.
Bela charada :P

alice atras do espelho disse...

Bem não te esqueças que fazes parte da minha "familia" alucinada =P "sister"!

Carlos Garcia disse...

Falando em cogumelos...

alice atras do espelho disse...

LOL =P acho que no "estado" em que ando...não devo precisar! =P